Novidades

27/10/2021

Outubro Rosa - Quais são os sinais e como fazer o autoexame?

Outubro Rosa - Quais são os sinais e como fazer o autoexame?

Como um dos maiores e mais importantes centros comerciais de Santos, o The Blue não poderia deixar a campanha do Outubro Rosa passar despercebida.


Com o propósito de promover o autoexame e encorajar mais mulheres a buscarem um diagnóstico, o mês de outubro marca diversas ações e, tradicionalmente, usa a cor rosa para representar a solidariedade para as mulheres que lutam contra o câncer de mama.


Tendo isso em mente, hoje o The Blue preparou este artigo e reuniu todas as principais informações sobre o Outubro Rosa, tirando dúvidas e mostrando como realizar o autoexame!


 


O que é o Outubro Rosa?


O Outubro Rosa é um movimento internacional que acontece durante todos os dias do mês de outubro. A ideia é promover e conscientizar sobre a prevenção e, acima de tudo, a importância do diagnóstico ágil do câncer de mama.


De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), em 2017 estima-se o registro de 600 mil novos casos de câncer em geral no país. Destes, 57.960 são tumores de mama, ou seja, 28% dos casos da população feminina.


Embora agressivo, felizmente este tipo de câncer conta com prevenção e até mesmo cura por conta dos exames de rastreamento e diagnóstico precoce.


Geralmente, o caso com diagnóstico precoce possibilita um tratamento muito mais efetivo. Ainda com base no INCA, as chances de cura podem chegar a 99%.


Justamente por isso, muitos países aderem à campanha e encorajam um tratamento ainda na fase inicial, aumentando a chance de cura e reduzindo o risco de sequelas.


 


Quando o Outubro Rosa surgiu?


A campanha do Outubro Rosa surgiu na década de 90 nos Estados Unidos. Ainda assim, é importante destacar que nem todos os estados americanos participavam das campanhas de conscientização.


No início da década de 90, a Fundação Susan G. Komen for the Cure idealizou a Corrida pela Cura, na cidade de Nova Iorque. À época, os participantes receberam laços rosas que representaram a solidariedade com quem está no tratamento do câncer.


Logo após este primeiro ato, os laços rosas voltaram a ser vistos em desfiles de moda, eventos de gala e em locais públicos de diferentes estados.


A ação só ganhou um escopo mais firme após o congresso americano firmar outubro como o mês de promoção e prevenção ao câncer de mama. Após essa decisão, muitos pontos turísticos americanos passaram a usar rosa ou os laços cor de rosa.


Anos mais tarde, o Outubro Rosa chegou ao Brasil. A primeira ação mais efetiva e que marca o início da campanha aconteceu em outubro de 2002, mais precisamente na ação que iluminou com luzes cor de rosa o Obelisco do Ibirapuera.


Pouco tempo depois, Santos e a Baixada Santista ganharam holofotes nacionais ao iluminar de rosa importantes e reconhecidos equipamentos turísticos. Em Guarujá, por exemplo, a Fortaleza da Barra ficou rosa durante todo o mês de outubro.


Ainda hoje é possível encontrar diversos pontos frequentemente visitados com as cores temáticas do Outubro Rosa em toda a Baixada Santista.


Porém, a consolidação definitiva do Outubro Rosa aconteceu em 2008, quando centenas de cidades colocaram a campanha em seu calendário oficial. A partir disso, nasceu inúmeras ações sobre o câncer de mama, como corridas, palestras, eventos temáticas e, claro, as iluminações temáticas durante a noite.


 


Sinais de atenção do câncer de mama


O autoexame de mama não se limita à procura pelo caroço na região mamária. Pelo contrário, há outros sinais igualmente importantes que também devem ser observados.


De acordo com o INCA, entre os principais e mais importantes sinais de câncer de mama estão:



  • Qualquer nódulo mamário em mulheres com mais de 50 anos;

  • Nódulo mamário em mulheres com mais de 30 anos, que persistem por mais de um ciclo menstrual;

  • Nódulo mamário de consistência endurecida e fixo ou que vem aumentando de tamanho, em mulheres adultas de qualquer idade;

  • Descarga papilar sanguinolenta unilateral;

  • Lesão eczematosa (quando a pele descasca ou fica irritadiça) da pele que não responde a tratamentos;

  • Homens com mais de 50 anos com tumoração palpável unilateral;

  • Presença de linfadenopatia axilar (região da axila fica saliente ou apresenta inchaço);

  • Aumento progressivo do tamanho da mama com a presença de sinais de edema, como pele com aspecto de casca de laranja;

  • Retração na pele da mama;

  • Mudança no formato do mamilo.


O diagnóstico precoce reduz o estágio de apresentação do câncer e justamente por isso o Outubro Rosa se mostra indispensável na estratégia de promoção e divulgação do autoexame.


Indo além dos cuidados recomendados, a campanha também busca facilitar o acesso à informação, especialmente para regiões mais afastadas e com opções de diagnóstico mais afastadas.


Fora isso, vale destacar também que essa estratégia de conscientização não se limita às mulheres de 50 anos ou mais. Isso porque as mudanças habituais das mamas acontecem em diferentes ciclos da vida, podendo apresentar ou não sinais de atenção do câncer de mama.


Inclusive, até mesmo homens são passíveis de desenvolverem câncer de mama, principalmente quando há histórico familiar. Portanto, os rapazes também devem realizar o autoexame na região mamária.


 


Como fazer o autoexame de mama?


O autoexame de mama é feito a partir da observação dos sinais da doença, como alterações no mamilo e irritações na pele, e do toque para encontrar possíveis nódulos, popularmente chamados de caroços.


No caso do toque, não há nenhuma técnica específica. No geral, toda mulher pode tatear a região mamária independente da situação. A dica principal é encontrar um momento onde há o conforto necessário para realizar o autodiagnóstico e repetir periodicamente.


Ao suspeitar de pequenas alterações, é necessário agendar uma consulta médica. Felizmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) conta com apoio especializado em diferentes regiões e facilita bastante na hora de dar apoio à mulher.


Em muitos casos, ainda há prioridade na marcação dos exames e mulheres já sintomáticas recebem tratamentos mais avançados.


No caso de Santos, vale destacar o trabalho do instituto Neo Mama, que trabalha diariamente para dar mais apoio às mulheres que enfrentam o câncer de mama.

Conheça também lojas e
escritórios que possuem
no the blue

veja Outras notícias

Chegada do Papai Noel em Santos - Bom velhinho aterrissa no The Blue

24/11/2021

Chegada do Papai Noel em Santos - Bom velhinho aterrissa no The Blue

saiba mais

Natal Premiado The Blue Shopping - raspadinhas com prêmios instantâneos

24/11/2021

Natal Premiado The Blue Shopping - raspadinhas com prêmios instantâneos

saiba mais

Black Friday em Santos - Lista com os melhores descontos

09/11/2021

Black Friday em Santos - Lista com os melhores descontos

saiba mais